Grupos de trabalho / Grupos de Trabalho

A Drª Filomena Girão foi nomeada coordenadora do Corpo Consultivo da APASD.

Os grupos de trabalho e seus coordenadores passaram a ser: Isabel Patim (Arte, saúde e criatividade) • Tiago Taveira (Medicina e novas tecnologias) • Rute Meneses (Educação e aconselhamento para o lazer) • Manuel Cardoso de Oliveira (Cuidados de saúde centrados na pessoa) • Filomena Girão (Direito da Saúde) • Rui Cruz (Medicamentos e Saúde Pública) • Grupo de Enfermagem (Segurança dos Doentes)  • Isabel Silva, Glória Jolluskin, Augusta Silveira e Teresa Sequeira (Intervenção Comunitária, Qualidade de Vida e Educação para a Saúde) •  Cristina Amaral (Interação com a comunidade)

Arte, saúde e criatividade

O relacionamento da Arte com a Saúde e a Criatividade constitui um espaço multidisciplinar em que todos se potenciam, contribuindo para uma maior compreensão da vida nas suas diversas dimensões e, assim, aproximando as Ciências Humanas e Sociais da Medicina e da Educação.

Cuidados de Saúde centrados nas pessoas

Os cuidados de saúde centrados nas pessoas constituem uma nova maneira de pensar e actuar na prática clínica, tendo sempre presente que os doentes são pessoas. Trata-se de uma nova filosofia e de um método que permitem que os avanços tecnológicos e biomédicos sejam usados nos doentes num contexto humano que corresponde às suas necessidades físicas, emocionais, espirituais e sociais.

Educação e aconselhamento para o lazer

A visão holística, baseada no modelo biopsicossocial, requer que os indivíduos e grupos sejam considerados de modo compreensivo. Ora, o tempo e as actividades de lazer, muitas vezes descurados pelos profissionais de saúde, podem ter um impacto significativo sobre o estado de saúde dos indivíduos. De facto, a investigação (internacional) tem mostrado que a educação e aconselhamento para o lazer podem ser essenciais no âmbito da promoção da saúde, prevenção e recuperação de doenças, bem como para a segurança dos indivíduos (doentes e saudáveis).

Tecnologia e Saúde

O grupo da tecnologia e saúde tem como objetivo refletir sobre as implicações das tecnologias digitais em todo o espectro da saúde, desde o bem-estar, prevenção da doença crónica até aos tratamentos hospitalares especializados e a medicina personalizada. Tem como aspeto central o acompanhamento da inteligência artificial no processo de decisão, focando as suas potencialidades, os dilemas éticos e as transformações que possa desencadear tanto nos sistemas de saúde como na prestação de cuidados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *